Diarios de motocicleta: um diário de imagens cifradas

  • Christiane Silveira Batista Universidade Federal da Grande Dourados
  • Paulo Custódio de Oliveira Universidade Federal da Grande Dourados
Palavras-chave: Literatura comparada, Diarios de Motocicleta, Che Guevara, Paratexto

Resumo

A obra em língua espanhola Diarios de Motocicleta (2004), de Ernesto Rafael Guevara de la Serna, o Che Guevara, é uma das edições de seu diário de viagem escrito entre 1951 e 1952. Esse material foi revisado e narrativizado por ele tempos depois e esteve em posse de seus familiares por, aproximadamente, quarenta anos até a autorização de sua primeira publicação intitulado Notas de Viaje (1993). Nessa investigação, é apresentada a cronologia das edições até se chegar à última edição ampliada para, por meio da análise comparativa das edições, salientar algumas das alterações editoriais existentes e, assim, refletir sobre como os diferentes paratextos (GENETTE, 2009) exercem uma grande influência na leitura e interpretação da obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christiane Silveira Batista, Universidade Federal da Grande Dourados

Mestra em Letras pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e integrante do Grupo de Estudo InterArtes/UFGD.

Paulo Custódio de Oliveira, Universidade Federal da Grande Dourados

Doutor em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) e Professor Adjunto da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Coordenador do Grupo de Estudo InterArtes/UFGD.

Referências

Arfuch, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Tradução de Paloma Vidal. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

Chartier, Roger. À beira da falésia: a história entre certezas e inquietude. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2002.

Diários de motocicleta. Direção: Walter Salles. Produção: Edgard Tenenbaum, Michael Nozik e Karen Tenkoff. Intérpretes: Gael García Bernal, Rodrigo de la Serna, Mercedes Morán, Jean Pierre Noher, Facundo Espinosa, Mía Maestro. Roteiro: José Rivera. Estados Unidos e Argentina: Film Four e BD Cine, 2004. DVD (126 min.), son., color.

Foucault, Michel. A ordem do discurso. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. 15. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

Genette, Gérard. Paratextos editoriais. Tradução de Álvaro Faleiros. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.

Genette, Gérard. Palimpsestos. A literatura de segunda mão. Belo Horizonte: Edições Viva Voz, 2010.

Guevara, Ernesto. Notas de viaje.Havana, Cuba: OceanPress, 1993.

Guevara, Ernesto. Mi primer gran viaje. De la Argentina a Venezuela en motocicleta. Buenos Aires: Planeta Bolsillo, 1997.

Guevara, Ernesto. Diarios de motocicleta:notas de un viaje por América Latina. Buenos Aires: Planeta, 2004.

Guevara March, Aleida. “Prólogo”. In: Guevara, Ernesto. Diarios de motocicleta:notas de un viaje por América Latina. Buenos Aires: Planeta, 2004, 9-11.

Hutcheon, Linda. Uma teoria da adaptação. Tradução de André Cechinel. 2. ed. Florianópolis: Editora UFSC, 2013.

March de la Torre, Aleida. “Prefácio”. In: Guevara, Ernesto. Diarios de motocicleta:notas de un viaje por América Latina. Buenos Aires: Planeta, 2004, 13-14.

Moisés, Massaud. Dicionário de termos literários. São Paulo: Cultrix, 2004.

Piglia, Ricardo. “Ernesto Guevara, rastros de leitura”. In: Piglia, Ricardo.O último leitor. Tradução de Heloísa Jahn. São Paulo: Companhia da Letras, 2006, 98-131.

Stam, Robert. “Teoria e prática da adaptação: da fidelidade à intertextualidade”. In: RevistaIlha do Desterro, 51, 2006, 19-53.

Publicado
2019-11-29
Como Citar
Batista, C., & de Oliveira, P. (2019). Diarios de motocicleta: um diário de imagens cifradas. Caracol, (18), 330-352. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9651.v18i18p330-352