O passado da língua no cinema: um estudo diacrônico do pretérito perfecto na variedade bonaerense

Autores

  • Leandro Silveira de Araujo Universidade Federal de Uberlândia
  • Laura de Oliveira Coradi Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9651.v0i19p312-342

Palavras-chave:

Pretérito perfeito, Espanhol portenho, Variação linguística, Mudança linguística, Filme

Resumo

A carência de pesquisas centradas no estudo diacrônico do espanhol portenho e sobre a história dos usos do pretérito perfecto simple(PPS) e pretérito perfecto compuesto(PPC) na Argentina salientam a relevância deste estudo. A partir da comparação de filmes argentinos de dois momentos históricos, separados por um intervalo aproximado de sessenta anos – (a) 1958 (Rosaura a las diez) e (b) 2013 (Corazón de León) – observamos o uso do PPS e PPC e quais fatores poderiam estar por detrás de sua  variação. A seguinte pergunta auxiliou o desenvolvimento da pesquisa: Qual é a diferença no uso do PPS e PPC nos dois cronoletos analisados? Verificamos que, apesar da predominância do uso da forma simples, a forma composta não está excluída do uso no espanhol argentino. Ademais, as duas formas assumem valores distintos dos entoados por manuais prescritivos da Língua Espanhola, ou seja, além do valor de passado absoluto, nota-se o uso do PPS com valor de antepresente. Igualmente, o PPC ocorreu no passado, com valor de passado absoluto, para além do uso com valor de antepresente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Silveira de Araujo, Universidade Federal de Uberlândia

É doutor e mestre em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista (UNESP- Araraquara), instituição em que também se licenciou e bacharelou em Letras (Português e Espanhol). Manteve estágio acadêmico com a Universidad Nacional de Cuyo (UNCUyo/Argentina) e foi bolsista CAPES de doutorado-sanduiche no 'Depto de Filología Española', da Universidad Autónoma de Madrid (UAM). Atualmente é Professor no Instituto e Letras e Linguística (ILEEL) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Sociolinguística, Dialetologia e Linguística Histórica, atuando principalmente em pesquisa associada aos seguintes temas: estudos descritivos do espanhol, gramaticalização, variação e mudança linguísticas, história do espanhol e das línguas românicas, estudos contrastivos entre espanhol e português.

Laura de Oliveira Coradi, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal de Uberlândia, cujo tema foi "O Teatro Dirigido: Los misterios de la misa e Lo que va del hombre a Dios, de Pedro Calderón de la Barca". Graduada em Letras/Espanhol pela mesma instituição.

Referências

Aizensta, Victoria; Vera, Inés; Carnevale, Marcos. Corazón de León. [Filme-vídeo]. Produção de Victoria Aizenstat e Inés Vera, direção de Marcos Carnevale. Buenos Aires, 2012. 1 DVD/ NTSC, 110 min. color. son.

Alarcos Llorach, Emilio. Perfecto simple y compuesto. In: Alarcos Llorach, E. Estudios de gramática funcional del español. Madrid: Gredos, 1972. 13-49.

Alarcos Llorach, Emilio. Gramática de la lengua española. Madrid: Espasa, 2005.

Araujo, Leandro Silveira. “La gramática lo propuso, pero he escuchado...”: um estudo comparativo sobre o uso dos pretéritos indefinido e perfecto segundo a perspectiva da gramática normativa e a impressão de uso efetivo de hispanofalantes. 2009. 70 f. Monografia de Conclusão de Curso (Bacharel em Letras) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2009.

Araujo, Leandro Silveira. O pretérito em espanhol: usos e valores do perfecto compuesto nas regiões dialetais argentinas. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2013.

Araujo, Leandro Silveira. A expressão dos valores "passado absoluto" e "antepresente" no espanhol: um olhar atento a variedades dialetais da Argentina e da Espanha. 2017. 410 f. Tese (Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2017.

Araujo, Leandro Silveira. Uma revisão da história do 'pretérito perfecto' no espanhol. Revista de Filología Románica, Madri, v. 35, n. 33-59, 2018.

Araujo, Leandro Silveira.; Berlinck, R.A. Localizando o pretérito perfecto compuesto na linha do tempo: o estágio da gramaticalização do PPC nas variedades diatópicas argentinas. Linguística, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, 62-74, 2013.

Bello, Andrés. Gramatica de la lengua castellana. Madrid: EDAF, 2004.

Calvet, Luis. Sociolinguística: uma introdução crítica. São Paulo: Parábola. 2002.

Cartagena, Nelson. Los tiempos compuestos. In: Bosque, I.; Demonte, V. Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa, 1999. 2 v. 2933-2975.

Chambers, Jack K. Sociolinguistic Theory: Linguistic Variation And Its Social Significance. 2 ed. Hoboken: Wiley-Blackwell. 2003. 148.

Gutiérrez Araus, Maria Luz. Caracterización de las funciones del pretérito perfecto en el español de América. In: Congreso Internacional De La Lengua Española, 2º, 2001, Valladolid. Paneles y ponencias del II Congreso Internacional de la Lengua Española. Madrid: Centro Virtual Cervantes, 2001.

Harris, Martin. The ‘past simple’ and the present perfect’ in Romance. In: Harris, M.; Nigel, V. (Org). Studies in the Romance Verb. Londres: Croom Helm. 1982. 42-70.

Howe, Chad.; Schwenter, Scott. A. Present Perfect for Preterite across Spanish Dialects. Penn working papers in linguistics: Selected Papers from NWAV-31. Pennsylvania, v.9.2, 61-75, 2003.

Jara Yupanqui, Ileana Margarita. El pretérito perfecto simple y el pretérito perfecto compuesto en las variedades del español peninsular y americano. Signo e Seña. Buenos Aires, n. 20, p.255-281, 2009.

Kany, Charles Emil. Sintaxis hispanoamericana. Trad. Martín Blanco Álvarez. Madrid: Gredos, 1970.

Labov, William. Padrões sociolinguísticos. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola, 2008.

Lavandera, Beatriz. Variación y significado. Buenos Aires: Hachette, 1984.

Moreno De Alba, José Guadalupe. El español en América. Ciudad de México: FCE, 2000.

Moreno De Alba, José Guadalupe. Valores verbales de los tiempos pasados de indicativo y su evolución. In: Company Company, C.(coord.). Sintaxis histórica de la lengua española. Primera parte: La frase verbal. Ciudad de México: FCE/UNAM, 2006. v. 1. 5-92.

RAE-ASALE. Manual de la Nueva Gramática de la Lengua Española.Madrid: Espasa, 2010

Schwenter, Scott. A. The grammaticalization of an anterior progress: evidence from a Peninsular Spanish dialect. Studies in Language.v.18. 71-111. 1994.

Soffici, Mario. Rosaura a las diez. [Filme-vídeo]. Produção de Argentina Sono Film, direção de Mário Soffici. Buenos Aires, Argentina Sono Film, 1958. 1 DVD / NTSC, 97 min. Preto e Branco. Son.

Torrego, Leonardo Gómez. Gramática didáctica del Español. Madrid: EdicionesSM, 2007.

Weinreich, Uriek.; Labov, William.; Herzog, Marvin. Fundamentos empíricos para uma mudança linguística. São Paulo: Parábola, 2008.

Downloads

Publicado

2020-06-24

Como Citar

Araujo, L. S. de, & Coradi, L. de O. (2020). O passado da língua no cinema: um estudo diacrônico do pretérito perfecto na variedade bonaerense. Caracol, (19), 312-342. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9651.v0i19p312-342