A poética da reescritura em Leónidas Lamborghini: significação cultural e vínculos com poéticas da tradução “possessiva” na poesia latino-americana da segunda metade do século XX

Autores

  • Gerardo Jorge

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9651.v1i5p140-178

Resumo

O presente artigo se propõe a descrever e conceituar o procedimento de “reescritura” no contexto da obra do poeta argentino Leónidas Lamborghini (1927-2009), e a partir daí refletir sobre os processos de produção pela via da reescritura e da tradução “criativa” na poesia latino-americano da segunda metade do século XX, os quais foram cultivados não só por Lamborghini, como também por outros contemporâneos seus como Haroldo de Campos, Augusto de Campos e Nicanor Parra. Desta maneira, busca-se oferecer uma entrada para refletir sobre o modo de relação com a tradição que um conjunto de poéticas desenvolvidas durante esse período propuseram, e do possível significado cultural de suas operações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-06-20

Como Citar

JORGE, G. A poética da reescritura em Leónidas Lamborghini: significação cultural e vínculos com poéticas da tradução “possessiva” na poesia latino-americana da segunda metade do século XX. Caracol, [S. l.], v. 1, n. 5, p. 140-178, 2013. DOI: 10.11606/issn.2317-9651.v1i5p140-178. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/caracol/article/view/69462. Acesso em: 22 out. 2021.