Conjurando espectros: modos encontrados de relação com a tradição nas poéticas de Silviano Santiago e Ricardo Piglia

Autores

  • Mariana Catalin

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9651.v1i5p206-235

Resumo

O presente artigo busca analisar os pontos de contato e as divergências nas formas de pensar a relação com a tradição, particularmente estrangeira, mas também nacional, em uma série de ensaios de Silviano Santiago e Ricardo Piglia. Para isso, depois de uma exposição daqueles pontos de contato nas formas de pensar o nacional e a ideia de tradição, abordaremos o que pensamos como o escrever com/contra de Santiago e o escrever com/sem de Piglia, para observar como funcionam esses dois movimentos singulares e como se tensionam em cada um deles o lugar e o tempo, o material e o auditivo, como imagens necessárias para pensar esse encontro e disjunção com o outro. Encontro e disjunção que ambos os escritores propõem como necessários, seja para seu posicionamento no campo literário e intelectual seja para a produção de suas ficções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-06-20

Como Citar

CATALIN, M. Conjurando espectros: modos encontrados de relação com a tradição nas poéticas de Silviano Santiago e Ricardo Piglia. Caracol, [S. l.], v. 1, n. 5, p. 206-235, 2013. DOI: 10.11606/issn.2317-9651.v1i5p206-235. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/caracol/article/view/69470. Acesso em: 16 out. 2021.