CONSIDERAÇÕES FILOSÓFICAS SOBRE A LEITURA E DIVULGAÇÃO DE O PRÍNCIPE NO INÍCIO DA MODERNIDADE

Autores

  • Rodolfo Jacarandá Prof. Adjunto de Filosofia da Universidade Federal de Rondônia

Palavras-chave:

O Príncipe, Maquiavelismo, Soberania, Estado, Divulgação

Resumo

O Príncipe é um texto político fundador da modernidade. Sua divulgação foi tão polêmica que é bastante difícil ter uma noção exata acerca das próprias ideias de Maquiavel com relação aos propósitos de sua obra. Criado a partir das repercussões ao texto do pensador florentino, o conceito de maquiavelismo identifica o pensamento político moderno de tal forma que o surgimento dos termos soberania e Estados e associaram a ele quase como sinônimos. Analisarei algumas das principais reações imediatas a O Príncipe para mostrar a gênese do maquiavelismo no cenário dos conflitos interpretativos em disputa na ebulição do Estado moderno. Meu objetivo é dar suporte à tese de que o pensamento de Maquiavel foi fundamental para as rupturas que deram origem à modernidade política, independentemente de suas reais intenções.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2015-07-08

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

Jacarandá, R. (2015). CONSIDERAÇÕES FILOSÓFICAS SOBRE A LEITURA E DIVULGAÇÃO DE O PRÍNCIPE NO INÍCIO DA MODERNIDADE. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(25), 38-55. https://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/100253