TECNOLOGIA, POLÍTICA E MODERNIDADE

  • Rodrigo Ribeiro Alves Neto
Palavras-chave: Hannah Arendt – Política – Tecnologia – Modernidade – Mundo.

Resumo

O artigo analisa as relações entre tecnologia e política na modernidade, assumindo como referencial teórico o diagnóstico crítico de Hannah Arendt sobre a era moderna e sua principal implicação: a alienação do homem frente ao mundo comum e humano. O artigo investiga as origens, os desdobramentos e a crise da modernidade tecnológica, evidenciando o modo como são hojedesafiados nossos pressupostos filosóficos tradicionais, diluídas nossas mais consolidadas antinomias e dissolvidas as fronteiras conceituais com as quais temos compreendido há séculos nossa vida prático-produtiva, tais como: natureza e história, humano e inumano, sujeito e objeto, fabricação e ação, ciência e técnica, meios e fins, autonomia e automatismo, técnica e política, saber e poder, máquina e organismo, etc.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-06-08
Como Citar
Alves Neto, R. (2016). TECNOLOGIA, POLÍTICA E MODERNIDADE. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 1(28), 137-153. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/116271