Do modelo à ação: a política em Sêneca e o elogio da filosofia

Autores

  • Taynam Santos Luz Bueno

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v2i29p58-74

Palavras-chave:

Estoicismo, Filosofia, Política, Sapiens, Sêneca

Resumo

Neste artigo, pretendemos demonstrar que o estoicismo não é uma filosofia apartada da ação política mas, ao contrário, trata-se de uma corrente filosófica comprometida com a esfera pública. Buscamos, ao exaltar o papel exercido pela filosofia na formação política dos homens comuns, analisar o pensamento de Sêneca tendo em vista a relação estabelecida entre a figura modelar do sapiens estoico e o ofício do filósofo na construção de um campo de ação político.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CÍCERO, M. T. De Officiis (Dos Deveres). Trad e notas Angélica Chiapeta. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

______. De Finibus bonorum et malorum (Do sumo bem e do sumo mal). Trad. e notas Carlos Ancide Nougué. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

______. Academicas. Tradução, introdução e otas : José Seabra Filho. Belo Horizonte : Nova Acrópole, 2012.

BANATEANU, Anne. La théorie stoïcienne de l’amitié. Essai de reconstruction. Fribourg Éditions Universitaires. Le Cerf. Paris: 2001

BROUWER, R. “Sagehood and the Stoics”. In: OSAPh 23, 2002. pp.181–224.

DIÃO CÁSSIO, Historia Romana. Trad. Earnest Cary. Cambridge: Loeb Classical in 9 vol, 1990.

DIÓGENES LAÉRCIO, Vidas e Doutrinas dos Filósofos Ilustres. Tradução do grego, introdução e notas: Mário da Gama Kury. 2ª Edição. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2008.

ERSKINE, A. The helleistic Stoa: political thought and action. Ed. Duckworth & Co. London: 1990

HADOT, I. Sénèque: Direction spirituelle et pratique de la philosophie. Paris: Vrin, 2014.

HIPÓCRATES. Aforismos. Tradução de Joffre Marcondes de Rezende. Campinas: Editora UNICAMP, 2010.

LAURAND, V. La politique stoïcienne. Paris: Presses Universitaires de France – PUF, 2005.

______. Le vocabulaire des stoïciens. Paris: Ed. Ellipses, 2002.

PLUTARCO, Against the stoics. Trad. Harold Cherriss. Cambridge: Loeb Classical Vol. XIII, 1997

______. On Stoic self contradictions. Trad. Harold Cherriss. Cambridge: Loeb Classical Vol. XIII, 1997

______.Oeuvres Morales. Paris: Belles Lettres, 19-?.

REYDAMS-SCHILS, G., The Roman Stoics: Self, responsibility and affection. Chicago: University of Chicago Press. 2005.

RODIS-LEWIS, G. La Morale Stoïcienne. Paris: PUF, 1970

SANCHEZ, M. F. M. El Ideal del Sabio en Seneca. Publicaciones de la Excma. Diputación Provincial de Córdoba. Córdoba: 1984.

SCHOFIELD, M. “A ética estóica”. In: Inwood, B. (org.). Os Estoicos. Tradução de Paulo Fernando T. Ferreira. São Paulo: Odysseus, 2006.

SELLARS, J. The art of living: The stoics on the Nature and function of philosophy. Ashgate Publishing Limited, 2003.

SÊNECA. Cartas Consolatórias : Consolação a Márcia, Hélvia e Políbio. Tradução de Cleonice Furtado Mendonça Van Raij.Campinas : Editora Pontes, 1992.

______. De Brevitate Vitae (Sobre a Brevidade da Vida). Edição Bilíngue. Tradução, Introdução e Notas: Willian Li. São Paulo: Nova Alexandria, 1993.

______. De Ira (Sobre a Ira). Tradução, introdução e notas de José Eduardo S. Lohner. São Paulo : Penguin Classics Companhia das Letras, 2014.

______. De la constance du sage. (De constantia sapientis). Traduzido por Émile Bréhier e Editado por Pierre-Maxime Schuhl. Paris : Gallimard, 2006.

______. De Otio (Sobre o ócio). Tradução, apresentação e notas de José Rodrigues Seabra Filho. Edição Bilíngue. São Paulo : Nova Alexandria, 2001.

______. De Tranquillitate animi. (Sobre a tranquilidade da alma). Tradução, introdução e notas de José Eduardo S. Lohner. São Paulo : Penguin Classics Companhia das Letras, 2014.

______. De Vita Beata (Sobre a vida feliz). Edição Bilíngue. Tradução, Introdução e Notas: João Teodoro D’Olim Marote. São Paulo: Nova Alexandria, 2005.

______. Epistulae Morales (Cartas a Lucílio). Tradução e notas de J. Segurado e Campos. 4ª edição. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1991.

______. Tutte le opere. (Dialoghi, trattati, lettere e opere in poesia). A Cura di Giovanni Reale. Milano: R.C.S. Libri S.p.A. Ed. Bompiani, 2000.

VOELKE, A.-J. La Philosophie comme thérapie de l’âme: études des philosophie hellénistique. Fribourg: Editions Universitaires, 1993.

VOGT, K. M., Law, Reason, and the Cosmic City: Political Philosophy in the Early Stoa. New York: Oxford University Press. 2008.

DOI 10.11606/issn.1517-0128.v2i29p58-74

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

Bueno, T. S. L. (2016). Do modelo à ação: a política em Sêneca e o elogio da filosofia. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(29), 58-74. https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v2i29p58-74

Edição

Seção

Artigos