Bernard Flynn, leitor de Claude Lefort

Autores

  • Silvana de Souza Ramos Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v1i32p15-27

Palavras-chave:

Claude Lefort, Bernard Flynn, Democracia, Simbólico, Imaginário, Real

Resumo

Claude Lefort é um dos mais inovadores filósofos políticos de nossa época. Sua obra apresenta-se em grande parte, excetuando-se o livro dedicado a Maquiavel, por meio da compilação de ensaios escritos em períodos diversos e que giram em torno de problemas centrais, especialmente a caracterização da democracia e do totalitarismo. A tarefa de dar sentido a este projeto filosófico, dado o seu caráter assistemático, é bastante difícil. Assim, o trabalho de Bernard Flynn mostra-se extremamente fecundo para a interpretação do pensamento de Lefort. Ele defende que a junção entre a fenomenologia, filosofia que permite dissecar nosso acesso ao real ao interpretar a experiência vivida no interior do dispositivo simbólico democrático, e a leitura da tradição da filosofia política, capaz de produzir uma interpretação dos acontecimentos que marcam a modernidade, permite a Lefort criar uma nova compreensão do político. Este artigo pretende apresentar os principais aspectos dessa interpretação da obra de Lefort.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARDOSO, S. “Em direção ao núcleo da ‘obra Maquiavel’: Sobre a divisão civil e suas interpretações” In Revista Discurso, v. 45, n. 2, 2015, p. 207-247.

CHAUI, M. “Lefort: o trabalho da obra de pensamento” In Revista Discurso, v. 48, n. 1, 2018, p. 155-166.

CLASTRES, P. A sociedade contra o Estado. Pesquisas de antropologia política. Trad. De T. Santiago. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

FLYNN, B. The Philosophy of Claude Lefort. Interpreting the Political. Evanston: Illinois: Northwestern University Press, 2005.

LA BOÉTIE, E. Discurso da Servidão Voluntária; [comentários] Pierre Clastres, Claude Lefort, Marilena Chaui. Trad. de L. Garcia dos Santos. São Paulo: Brasiliense, 1999.

LEFORT, C. A Invenção Democrática: os limites da dominação totalitária. Trad. de Isabel Loureiro e Maria L. Loureiro. Apresentação de Marilena Chaui. Belo Horizonte: Autêntica Ed., 2011.

LEFORT, C. Desafios da escrita política. Trad. de Eliana de M. Souza. São Paulo: Discurso Editorial, 1999.

LEFORT, C. Le travail de l’ɶuvre Maquiavel. Paris: Gallimard, 1972.

LEFORT, C. Pensando o Político: ensaios sobre democracia, revolução e liberdade. Trad. de Eliana M. Souza. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

LEFORT, C. Les formes de l’histoire: essais d’anthropologie politique. Paris: Gallimard, 1978.

RAMOS, S. S. “Claude Lefort e a escrita democrática”, In Revista Discurso, v. 48, n. 1, 2018, p. 155-166.

Downloads

Publicado

2018-08-27

Como Citar

Ramos, S. de S. (2018). Bernard Flynn, leitor de Claude Lefort. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 1(32), 15-27. https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v1i32p15-27