TRABALHO, OBRA, AÇÃO

  • Hannah Arendt
  • Adriano Correia
  • Theresa Calvet Magalhães

Resumo

Em meados da década de 1960, quando a relevincia do pensamento para a moralidade se convertia em uma das preocupações centrais de Hannah Arendt, ela retoma, no texto aqui traduzido, sua inusitada distingao entre as atividades fundamentais do trabalho, da obra e da agro. Partindo da questão "em que consiste uma vida ativa?", ela revisita e repõe suas análises de A condição humana, ocupando-se novamente com as implicações das inversões hierárquicas entre estes atividades para a vida, para o mundo e, principalmente, para a pluralidade humana. No mesmo sentido, ela examine os principios que orientam as atividades do animal laborans, do homo faber e do homem de agro, assim como seu significado para a afirmação da liberdade humana e da dignidade da politica. Para Hannah Arendt, este é o ponto de partida para pensar sobre o que estamos fazendo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Theresa Calvet Magalhães

Revisão.

Publicado
2019-10-23
Como Citar
Arendt, H., Correia, A., & Magalhães, T. (2019). TRABALHO, OBRA, AÇÃO. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(07), 175-202. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/163481
Seção
Tradução