Sobre a tese schopenhaueriana da positividade da dor e da negatividade do prazer

Autores

  • Guilherme Marconi Germer

Palavras-chave:

pessimismo – felicidade – sofrimento – soteriologia – Vontade

Resumo

Comentaremos aqui uma das concepções mais categóricas, radicais e fundamentais do pessimismo de Schopenhauer: a tese da positividade da dor e da negatividade do prazer. Apresentaremos o seu desenvolvimento na obra capital do filósofo O Mundo como Vontade e como Representação e defenderemos que ela está presente de modo nevrálgico em suas três metafísicas, embora só seja explicitada na última (a dos costumes). Por fim, “dialogaremos” com a crítica problemática que G. Simmel e C. Janaway endereçam a esta tese e proporemos uma possível explanação à estratégia do pensador de reservar a sua explicitação ao último livro.P

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Germer, G. M. (2011). Sobre a tese schopenhaueriana da positividade da dor e da negatividade do prazer. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 1(18), 138-159. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/55726

Edição

Seção

Artigos