[1]
P. F. Galé, “A Eloquência do caso singular: Winckelmann e Diderot”, Cad. Ética Filos. Polít., vol. 1, nº 34, p. 117-131, jun. 2019.