[1]
D. Mattos, “Níveis e articulações do argumento contratualista de Hobbes”, Cad. Ética Filos. Polít., vol. 2, nº 15, p. 123-150, dez. 2009.