Voltar a si, voltar à origem: ‘Voltar para casa’ e ‘Americanah’

Autores

  • Raquel de Castro dos Santos Universidade Federal do Rio de janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v29i1p101-112

Resumo

Neste artigo, investiga-se o tema da viagem e da aprendizagem nos livros Voltar para casa, da norte-americana Toni Morrison, e Americanah, da nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie. O vasto cânone literário apresenta demais obras, tais como Odisseia, Dom Quixote de la Mancha, As viagens de Guliver, A volta ao mundo em 80 dias, entre outros. Por vezes, a viagem exterior liga-se à interior. Livros como Os Anos de Aprendizagem de Wilhelm Meister representam a aprendizagem, que está presente em Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres. A partir dos livros estudados, verifi ca-se que há uma relação entre a viagem e a aprendizagem com as personagens na construção das narrativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel de Castro dos Santos, Universidade Federal do Rio de janeiro

Licenciada em Português-Espanhol (UFRJ), Português-Francês (UFRJ) e Inglês (UNESA). Mestre em Ciência da Literatura (UFRJ) e Doutora em Ciência da Literatura (UFRJ).

Downloads

Publicado

2018-08-10

Como Citar

Santos, R. de C. dos. (2018). Voltar a si, voltar à origem: ‘Voltar para casa’ e ‘Americanah’. Cadernos CERU, 29(1), 101-112. https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v29i1p101-112