Imigração: identidade e território numa concepção de pós-modernidade

Autores

  • Marinaldo de Almeida Cunha Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Leda Maria de Oliveira Rodrigues Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Resumo

De modo geral, podia-se dizer que estudar imigração consistia em lidar com a imersão de uma determinada cultura numa outra, configurando uma situação com muitos desafios, tanto para o imigrante quanto para a comunidade receptora. No entanto, a atual configuração da sociedade mostra que essa concepção está mudada, pois tendo em vista um mundo no qual as identidades estão particularizadas, atravessadas pelas informações globais, e onde as distâncias estão cada vez menores, a identificação com a cultura nacional e, principalmente com o território, não está mais tão marcada nos indivíduos como nos séculos passados, inclusive naqueles que fazem parte dos fluxos migratórios. Neste prisma, a identidade não está mais determinada nos indivíduos como uma entidade rígida que representa um conjunto homogêneo de pessoas; atualmente, está marcada pela transitoriedade, isto é, pela instabilidade da rápida evolução que os meios de comunicação e mídias sociais imprimem à sociedade atual, na qual tudo está mais evidente, mais rápido, mais intenso e, sobretudo, individualizado. Analisando o caso de um refugiado sírio, este artigo estimula a reflexão sobre a identidade do migrante como uma ruptura do sentimento nacional e territorial, tornando-se individualizado em suas experiências individuais, inserida numa perspectiva de pós-modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marinaldo de Almeida Cunha, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutorando no Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política, Sociedade na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, como bolsista do CNPq, membro do Grupo de Pesquisa Movimentos Migratórios e Educação vinculado ao mesmo programa.

Leda Maria de Oliveira Rodrigues, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Professora Titular de Fundamentos da Educação na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde é docente no Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política, Sociedade, pesquisadora líder no Grupo de Pesquisa Movimentos Migratórios e Educação vinculado ao mesmo programa.

Downloads

Publicado

2020-04-23

Como Citar

Cunha, M. de A., & Rodrigues, L. M. de O. (2020). Imigração: identidade e território numa concepção de pós-modernidade. Cadernos CERU, 30(2), 143-155. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/ceru/article/view/169036