Migração e imagem: perspectivas teóricas da retórica visual

Autores

  • Suzana Ramos Coutinho Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v32i2p33-45

Palavras-chave:

Migração, Mídia, Fotografia, Política

Resumo

O tema da mobilidade humana tem sido uma discussão central nas Ciências Humanas. Ainda que a proliferação e aceleração de migrantes transnacionais e a questão do que eles representam para diferentes pessoas e sociedades tenha se tornado uma questão central nos últimos anos, o advento da “era das migrações” ainda se constitui um desafio para o campo das Ciências Humanas, uma vez que suscita novos problemas epistemológicos e a demanda por novas metodologias e formas de representação. A proposta aqui é discutir, a partir de elementos teóricos, como se dá a construção das retóricas visuais em torno da experiência migrante. A imagem aqui se apresenta como objeto de reflexão sobre a responsabilidade de desconstruir estereótipos, buscando novas e transformadoras formas de visibilidade que não reproduzam meramente o discurso visual do governo ou dos meios de comunicação de massa, mas “desafiar a ordem política estabelecida revelando o que propositadamente e deliberadamente escondido, articulando o que ainda não foi dito e sugerindo alternativas viáveis ao status quo” (KÖHN 2016, p. 4).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

APPADURAI, A. Putting hierarchyin its place. Cultural anthropology,v.3,n.1, p. 36-49,1988.

AZOULAY, A. The Civil Contract of Photography. Cambridge: MIT Press, 2008.

AZOULAY, A. Civil Imagination: A Political Ontology of Photography.London: Verso, 2012.

BAENINGER, R.(Org.). Imigração Boliviana no Brasil. Núcleo de Estudos de População-Nepo/Unicamp; Fapesp; CNPq; Unfpa, 2012.

BLEIKER, R. Aesthetics and World Politics. New York: Palgrave Macmillan, 2012.

CASTLES, S.;HAAS, H.;MILLER, M. The Age of Migration: International Population Movements in the Modern World. New York: Guilford Press, 2014.

COGO, D. Mídia, imigração e interculturalidade: mapeando as estratégias de midiatização dos processos migratórios e das falas imigrantes no contexto brasileiro. Comun. Inf., v. 4, n. 1/2, p.11-32, jan. dez.2001.

DURAND, J.;LUSSI, C. Metodologia e teorias no estudo das migrações. Jundiaí: Paco Editorial, 2015.

FALK, F.Invasion, Infection, Invisibility: An Iconology of Illegalized Immigration. In:BISCHOFF,C.;FALK, F.;KAFEHSY, S.(eds.).Images of Illegalized Immigration: Towards a Critical Iconology of Politics. Bielefeld: Transcript, 2010.

GLICK-SCHILLER, N.et al. Transmigrants and nation-state; something old and something new in the U.S. immigrant experience. Texto apresentado no CEMI/UNICAMP, 1997.

GRAU, O.;HINTERWALDNER, I. (eds.). Retracing Political Dimensions: Strategies in Contemporary New Media Art. Berlin/Boston: Walter De Gruyter GmbH, 2021.

GROSSMAN, A.;O’BRIEN (eds.). Projecting migration: transcultural documentary practice. London and New York:Wallflower Press, 2007.

IORIO, J.; PEIXOTO, J. Crise, imigração e mercado de trabalho em Portugal: retorno, regulação ou resistência.Lisboa: Princípia, 2011.

JAMESON, F.The Geopolitical aesthetic: cinema and Space ain the World System. Bloomington: Indiana University Press, 1992.KAHN, V. S. et al. Formation of consciousness. In: FRIED, C. (org.). Minorities: community and identity. Berlin: Springer, 1983.

KAFEHSY, S. Images of Victims in Trafficking in Women: The Euro Campaign Against Trafficking in Women in Switzerland. In: BISCHOFF,C.;FALK, F.;KAFEHSY, S.(eds.) Images of Illegalized Immigration. Towards a Critical Iconology of Politics. Bielefeld: Transcript, 2010.

KÖHN,Steffen. Mediating mobility: visual anthropology in the age of migration. New York:Wallflower Press: 2016.

MAIGRET, E. Sociologia da comunicação e das mídias. São Paulo: Senac, 2010.

MALKKI, L.Purity and Exile: Violence, memory and national cosmology among Hutu refugees in Tanzania.Chicago: Chicago University Press, 1995.

MEZZADRA, S. The gaze of autonomy: capitalism,migration and social struggles.In:SQUIRE, V.(ed.). The Contested Politics of mobility: borderzone and irregularity. London: Routledge, 2011.

NETO, H.P.;FERREIRA, A. Cruzando fronteiras disciplinares:um panorama dos estudos migratórios. Rio de Janeiro: Revan, 2005.

SANTOS, M.;PETRUS, R.;LOUREIRO, A. (orgs.). Recortes interdisciplinares sobre migrações e deslocamentos. Rio de Janeiro: Léo Christiano Editorial, 2014.

SASSEN, S. The mobility of labor and capital. Cambridge: University Press, 1988.

SILVA, J.C.J. et al. Os fluxos migratórios mistos e os entraves à proteção aos refugiados.Rev. Bras. Est. Pop., Belo Horizonte, v.34, n.1, p.15-30, jan.abr.2017.

SEYFERTH, G. Imigração e (re)construção de identidades étnicas. In: NETO, H.;FERREIRA, P. (orgs.). Cruzando fronteiras disciplinares:um panorama dos estudos migratórios. Rio de Janeiro: Revan, 2005.

TELESCA, J.E. Preface: What Is Visual Citizenship? Humanity: An International Journal of Human Rights, Humanitarianism, and Development.v. 4, n. 3, p. 339–43, 2013.

VAN DIJK, T. Editorial -Discourse and racism. Discourse and Society, p. 147. 1999.WRIGHT, T. Moving Images: The Media Representation of Refugees. VisualStudies, v. 17, n. 1, p. 53–66,2002.

VAN DIJK, T. Press photography and visual rhetoric. In: MARGOLIS, E.;PAUWELS, L.(eds.). The Sage handbook of visual research methods. London:Sage,2011.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Coutinho, S. R. . (2021). Migração e imagem: perspectivas teóricas da retórica visual. Cadernos CERU, 32(2), 33-45. https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v32i2p33-45