Imigração em São Paulo e a memória das canções italianas

Autores

  • Valéria Barbosa de Magalhães Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v23i2p127-140

Resumo

A presença italiana no Brasil data do descobrimento, quando, entre os colonizadores, figuravam especialistas vindos das diversas regiões da atual Itália. Tratava-se, entretanto, de casos isolados, como o de Américo Vespúcio. Antes de 1800, poucos deles entraram no território brasileiro(BIGAZZI, 2006).Foi a partir de 1870 que a grande imigração de italianos para o Brasil se consolidou. Acordos bilaterais entre Brasil e Itália responderam à necessidade de substituição da mão-de-obra escrava no país, efetivando um projeto das elites de branqueamento da população brasileira. Na Itália, a miséria e o descontentamento da classe trabalhadora justificavam o abandono da terra natal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valéria Barbosa de Magalhães, Universidade de São Paulo

Docente da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (ECA-USP)

Downloads

Como Citar

Magalhães, V. B. de. (2012). Imigração em São Paulo e a memória das canções italianas. Cadernos CERU, 23(2), 127-140. https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v23i2p127-140

Edição

Seção

Dossiê Amazônia