O MEDO E A ESPERANÇA COMO CATEGORIAS ANALÍTICAS PARA A ANÁLISE DO VIVER ENTRE PARÊNTESES: EXPERIÊNCIA DE PERSEGUIDOS POLÍTICOS E SUAS FAMÍLIAS NOS ANOS 60/70 NO BRASIL

Autores

  • Luci Gati Pietrocolla Universidade Estadual Paulista - Franca

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v7i1p37-51

Palavras-chave:

Medo, Esperança, Perseguidos políticos, Família, Pietrocolla

Resumo

Este artigo indica a possibilidade de se trabalhar a partir de sentimentos comuns como medo e esperança, força e fraqueza uma situação considerada heroica como aquela vivida pelos revolucionários políticos e suas famílias nos anos 60-70.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1996-01-01

Como Citar

Pietrocolla, L. G. (1996). O MEDO E A ESPERANÇA COMO CATEGORIAS ANALÍTICAS PARA A ANÁLISE DO VIVER ENTRE PARÊNTESES: EXPERIÊNCIA DE PERSEGUIDOS POLÍTICOS E SUAS FAMÍLIAS NOS ANOS 60/70 NO BRASIL. Cadernos CERU, 7(1), 37-51. https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v7i1p37-51

Edição

Seção

Dossiê Amazônia