CULTURA, RELIGIÃO E POLÍTICA: UM ESTUDO DA LUTA DOS SEM-TERRA A PARTIR DO SISTEMA CULTURAL

Autores

  • Luiz Inácio Gaiger Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v7i1p53-65

Palavras-chave:

Cultura, Religião, Política, Sem-terra, Sistema cultural, Gaiger

Resumo

O artigo sintetiza algumas premissas teórico-metodológicas e as principais conclusões de pesquisa realizada sobre as lutas dos agricultores sem terra no Rio Grande do Sul (1979-1988). Sustenta a necessidade de abordar os movimentos sociais tomando a cultura de classe dos atores envolvidos como uma dimensão primordial na explicação. No estudo em foco, esse ângulo de análise permite identificar as virtualidades do ethos do campesinato parcelar como indutor da luta pela terra e os espaços que concede ao religioso para que atue como vetor da mobilização. A práxis coletiva vivenciada no movimento dos sem- terra virá a seguir alterar aquelas predisposições iniciais e circunscrever as referências religiosas aos espaços de compatibilidade encontrados no interior de um pensamento que se reconstrói sob o primado da razão crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1996-01-01

Como Citar

Gaiger, L. I. (1996). CULTURA, RELIGIÃO E POLÍTICA: UM ESTUDO DA LUTA DOS SEM-TERRA A PARTIR DO SISTEMA CULTURAL. Cadernos CERU, 7(1), 53-65. https://doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v7i1p53-65

Edição

Seção

Dossiê Amazônia