[1]
C. T. . Lucena, “Comida de refugiado como recurso identitário e de identificação”, Cad. Ceru, vol. 32, nº 2, p. 116-134, dez. 2021.