O Livro de Ester e a Irrevogabilidade das Leis Aquemênidas

Autores

  • Matheus Treuk Medeiros de Araujo Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.cllh.2017.142474

Resumo

Uma objeção frequentemente apresentada contra a historicidade do livro bíblico de Ester é sua referência à “irrevogabilidade” das leis persas. Mesmo recentemente, alguns comentadores recusaram a verossimilhança de tal noção, asseverando que ela seria impraticável. No entanto, o estudo do sistema jurídico e judicial da Pérsia Aquemênida pode fornecer informações valiosas a respeito de como interpretar certas passagens de Ester.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Treuk Medeiros de Araujo, Universidade de São Paulo

Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo. Pesquisador do Laboratório do Antigo Oriente Próximo. Bolsista regular da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP - Processo n.° 2016/14318-0) com estágio doutoral na École Française de Rome sob financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES - Processo n.° 88881.135183/2016-01).

Downloads

Publicado

2018-01-23

Como Citar

Araujo, M. T. M. de. (2018). O Livro de Ester e a Irrevogabilidade das Leis Aquemênidas. Cadernos De Língua E Literatura Hebraica, (15), 232-249. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.cllh.2017.142474

Edição

Seção

LITERATURA, ESTUDOS BÍBLICOS E LINGUÍSTICOS