O "eruv" na Europa, nos Estados Unidos e no Brasil: novas estratégias de demarcação do espaço judaico

Autores

  • Marta Francisca Topel Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-8051.cllh.2012.53661

Palavras-chave:

Judaísmo, representações espaciais, diáspora, identidade étnico-religiosa, ortodoxia

Resumo

No artigo são discutidas as mudanças acontecidas nas comunidades da diaspóra nas últimas décadas no que diz respeito a novas estratégias de apropria-ção do espaço público. Para ilustrar esta questão, são analisadas as controvérsias suscitadas em cidades dos Estados Unidos e da Inglaterra como resultado do estabelecimento de eruvim em alguns de seus bairros. Finalmente, tendo como base empírica os bairros judaicos paulistanos, tentou-se mostrar como eles também estão passando por um processo de judaização, que inclui diferentes modos de apropriação do espaço público pelas correntes ortodoxas da cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Francisca Topel, Universidade de São Paulo

Possui graduação na Facultad de Sociología - Universidad de Buenos Aires (1985), mestrado em Sociologia e Antropologia Social - The Hebrew University Of Jerusalem (1990), doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1996) e pós-doutorado - The Hebrew University in Jerusalem (2004-5). Atualmente é ms-5 da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Cultura Judaica, atuando principalmente nos seguintes temas: judaísmo, antropologia, religião, identidade étnica e etnicidade.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

Topel, M. F. (2021). O "eruv" na Europa, nos Estados Unidos e no Brasil: novas estratégias de demarcação do espaço judaico. Cadernos De Língua E Literatura Hebraica, (10), 153-164. https://doi.org/10.11606/issn.2317-8051.cllh.2012.53661

Edição

Seção

CULTURA JUDAICA