Apresentação

  • Zsuzsanna Spiry
Palavras-chave: Tradução, Línguas minoritárias, Fronteiras mutáveis, a outra Europa,

Resumo

O leitor pode estar se perguntando, mas qual é a relação entre literatura e história política? De que “outra Europa” está se falando aqui? No prefácio intitulado “Europa, pois é, Europa” que escreveu para o livro de Aleksandar Jovanović – um dos colaboradores desta revista – À Sombra do Quarto Crescente [Ed. Hutec, 1995], Nelson Ascher nos conta que se trata da parte do continente “submersa em tiranias, genocídio, ruínas, pobreza e barbárie”, uma imagem muito distante da aparente “ilha de tranquilidade próspera” com que a Europa era vista até um passado não muito distante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Zsuzsanna Spiry
Zsuzsanna Spiry é doutora em Estudos da Tradução pela FFLCH/USP, e mestre e especialista latu-senso em tradução, também pela mesma faculdade. Graduou-se em economia em 1980 pela Faculdade de Economia São Luis (SP), profissão que exerceu até se aposentar. É tradutora inglês <> português não só na área econômico-financeira, mas também no campo da yoga, desde os anos 1990. Em 2006, ainda no mestrado, começou a focar seus estudos na obra do intelectual Paulo Rónai, com quem compartilha a nacionalidade húngara. Entre diversas obras, Rónai publicou o livro de ensaios Escola de Tradutores, considerado a primeira obra de reflexão crítico-teórica lançada no Brasil na área de Estudos da Tradução. Além de tradutora, Zsuzsanna atualmente dedica-se profissionalmente a ensinar inglês para estrangeiros, atividade que começou há cerca de vinte anos.
Publicado
2017-05-05
Como Citar
Spiry, Z. (2017). Apresentação. Cadernos De Literatura Em Tradução, (17), 7-12. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/clt/article/view/131840
Seção
Apresentação