Irmãos de Sangue: um mergulho na República de Weimar

Autores

  • Simone Pereira Gonçalves Universidade Humboldt de Berlim

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2359-5388.i23p220-231

Palavras-chave:

Tradução literária, Nova Objetividade, República de Weimar, Gangues de jovens, Irmãos de sangue

Resumo

Apresento aqui a tradução de Blutsbrüder (Irmão de Sangue). A preocupação maior neste trabalho foi encontrar o ritmo mais próximo possível do texto alemão que é leve, dinâmico, marcado por coloquialismos e pela linguagem sóbria da Nova Objetividade [Neue Sachlichkeit], movimento artístico, cultural e literário que surgiu com a Proclamação da República de Weimar, e o fim da Primeira Guerra Mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Pereira Gonçalves, Universidade Humboldt de Berlim

Simone Pereira Gonçalves é formada em tradução pela Universidade Humboldt de Berlim e licenciada em filosofia pela UFPR. Traduziu cinco livros do alemão e colabora pela sexta vez com Cadernos de Literatura em Tradução. Participou de diversas oficinas de tradução literária em Berlim e Portugal e foi contemplada com uma bolsa para a Academia Europeia de Tradutores em Straelen [EÜK]. Domiciliada em Berlim há 30 anos, é também tradutora pública e intérprete comercial de português, francês e alemão. Contato: www.transpalavras.com

Referências

HAFFNER, Ernst. Blutsbrüder. Berlin: Aufbau Verlag. 2015.

LEVÝ, Jirî. Die literarische Übersetzung, Theorie einer Kunstgattung. Frankfurt am Main: Athenäum Verlag. 1969.

Downloads

Publicado

2021-07-12

Como Citar

Gonçalves, S. P. . (2021). Irmãos de Sangue: um mergulho na República de Weimar. Cadernos De Literatura Em Tradução, (23), 220-231. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5388.i23p220-231

Edição

Seção

Prosa