Algumas Viagens de Hart Crane

Autores

  • Anderson Lucarezi Sem Registro de Afiliação

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2359-5388.i26p10-22

Palavras-chave:

Hart Crane, Poesia, Modernismo, Tradução

Resumo

Esta é uma tradução comentada de quatro seções do poema “Voyages”, que o poeta norte-americano Hart Crane (1899 - 1932) incluiu em seu primeiro livro, White Buildings. Baseado na noção de tradução como processo diferente de outras operações hipertextuais, algo defendido por Gérard Genette, o comentário introdutório visa explicar algumas escolhas que focalizaram a manutenção do ritmo original do poema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CAMPOS, Augusto de. Poesia da recusa. São Paulo: Perspectiva, 2006.

DICIONÁRIO HOUAISS. Disponível em: https://houaiss.uol.com.br. Acesso: 20/05/2022.

GENETTE, Gérard. Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Tradução Cibele Braga et al. Belo Horizonte: Edições Viva Voz, 2010.

LARANJEIRA, Mário. Poética da tradução: do sentido à significância. 2. ed. São Paulo: Edusp, 2003, p. 103.

LEIBOWITZ, Herbert A. Hart Crane: an introduction to the poetry. New York: Columbia University Press, 1968.

LUCAREZI, Anderson Mezzarano. Poemas de Hart Crane: uma tradução comentada. São Paulo: Universidade São Paulo, 2020.

MIGLIAVACCA, Adriano Moraes. Hart Crane’s “Voyages” – analysis and translation. Dissertação (Mestrado em Letras). Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2013.

PAUL, Sherman. Hart’s Bridge. Urbana; Chicago; London: University of Illinois Press, 1972.

Downloads

Publicado

2023-06-20

Como Citar

Lucarezi, A. (2023). Algumas Viagens de Hart Crane. Cadernos De Literatura Em Tradução, (26), 10-22. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5388.i26p10-22

Edição

Seção

Artigos