Contributo da adjetivação na construção da identidade macaense – estudo da obra Curiosidade de Macau Antiga de Luís Gonzaga Gomes

Autores

  • Han Lili Poeta e assistente na Escola Superior de Línguas e Tradução do Instituto Politécnico de Macau.

Palavras-chave:

Luís Gonzaga Gomes, adjetivação, teoria da avaliatividade, construção da identidade macaense, adjetivos qualificativos, curiosidades de Macau Antiga

Resumo

O presente estudo visa explorar, à luz da teoria da avaliatividade, os enunciados atitudinais de Luís Gonzaga Gomes em Curiosidade de Macau Antiga, através da análise da sua adjetivação para as diferentes comunidades chinesas, portuguesas e estrangeiras. A partir da análise das três vertentes (o afeto, o julgamento e a apreciação) da atitude do autor, constata-se que o emprego de adjetivos revela a tentativa do autor de procurar os traços identitários macaenses, contribuindo evidentemente para estabelecer algumas regras de conduta e referências para a construção da identidade macaense.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Han Lili, Poeta e assistente na Escola Superior de Línguas e Tradução do Instituto Politécnico de Macau.

poeta e assistente na Escola Superior de Línguas e Tradução do Instituto Politécnico de Macau. Licenciou-se em Língua e Literatura Inglesa pela Universidade de Pequim, obtendo posteriormente o grau de Mestre em Literatura na Universidade de Macau. Atualmente está a tirar o curso de doutoramento em Cadernos de Literatura em Tradução, n. 14, p. 297-302 299 Língua e Cultura Portuguesa na Universidade de Lisboa. Ela pulicou um livro de literatura infantil Climbing a Tree for Fish (2006) e traduziu para o inglês em parceria com Kit Kelen The Manchu nobleman de Nalan Xingde 《納蘭性德: 驀地一相 逢》(2007). Contato: hanlili@ipm.edu.mo

Downloads

Publicado

2015-04-24

Como Citar

Lili, H. (2015). Contributo da adjetivação na construção da identidade macaense – estudo da obra Curiosidade de Macau Antiga de Luís Gonzaga Gomes. Cadernos De Literatura Em Tradução, (14), 61-78. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/clt/article/view/96806