Poesia Clássica Chinesa – Dinastia Tang: princípios e roteiro de uma antologia em português

Autores

  • Ricardo Primo Portugal Escritor e Diplomata

Palavras-chave:

poesia, dinastia Tang, formas clássicas, paralelismo, harmonização sonora

Resumo

Exposição dos princípios que orientaram a preparação e as traduções do livro Antologia da Poesia Chinesa – Dinastia Tang, no prelo, com descrição dos aspectos estruturais da poesia clássica chinesa, a partir de poemas de Du Fu e Li Bai, desenvolvendo os conceitos de paralelismo, harmonização sonora/aliteração, tradução-recriação, tradução estrangeirizante e outros, com base em aportes teóricos de Walter Benjamin, Roman Jakobson, Haroldo de Campos, François Cheng e outros autores. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Primo Portugal, Escritor e Diplomata

Escritor e diplomata, formado em Letras pela UFRGS. Está completando oito anos vivendo e trabalhando na China: primeiro em Pequim, depois em Xangai e, a partir de 2010, em Cantão (Guangzhou). Publicou Dois outonos (Castelinho edições, 2012), Zero a sem - haicais (7Letras, 2011), DePassagens (Ameop, 2004), A Cidade Iluminada (Paulinas, 1998), Arte do risco (SMCPA, 1992), Antena Tensa (Coolírica, 1988), além de participações em antologias de poemas para adultos e crianças. Foi coorganizador da edição bilíngue chinês-português Antologia poética de Mário Quintana (EDIPUCRS, 2007), primeiro livro de poeta brasileiro traduzido para o chinês, com o apoio do Consulado Geral do Brasil em Xangai. Em junho de 2011, saiu, pela UNESP, Poesia completa de Yu Xuanji, edição bilíngue da obra da poetisa clássica chinesa (Dinastia Tang), com traduções suas e de Tan Xiao, obra finalista do Prêmio Jabuti na categoria tradução. Tem publicado poemas, além de artigos sobre tradução, literatura e temas culturais em periódicos e revistas da internet. Contato: ricardo.pportugal@yahoo.com

Downloads

Publicado

2015-04-24

Como Citar

Portugal, R. P. (2015). Poesia Clássica Chinesa – Dinastia Tang: princípios e roteiro de uma antologia em português. Cadernos De Literatura Em Tradução, (14), 121-136. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/clt/article/view/97009