Peleja entre dois mestres zen-budistas: poemas para o quinto Patriarca

Autores

  • Leandro Durazzo Antropólogo, doutorando em História e Cultura das Religiões pela Universidade de Lisboa

Palavras-chave:

Budismo Chan/Zen, Budismo chinês, Religião, Poesia, Literatura Budista

Resumo

Apresentamos, neste pequeno texto, nossa proposta de tradução para os poemas já famosos de dois discípulos do quinto Patriarca do budismo Chan/Zen, um dos quais passou à posteridade como o sexto e talvez mais radical Patriarca da tradição. A importância de tais poemas está no fato de, expressando a compreensão que cada um detinha do Dharma, da doutrina do Buda, terem servido de evidência literária para uma contenda doutrinária bastante importante no budismo do extremo oriente: a disputa entre iluminação súbita, na esteira de Huineng, e gradual, com Shenxiu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Durazzo, Antropólogo, doutorando em História e Cultura das Religiões pela Universidade de Lisboa

Antropólogo, doutorando em História e Cultura das Religiões pela Universidade de Lisboa, Mestre em Letras pela UFPE, Bacharel e Licenciado em Ciências Sociais pela UNESP - Araraquara. É pesquisador em estudos interculturais e relações de diversidade, epistemologia e práticas linguístico-simbólicas, sobretudo relacionadas à esfera das religiões, onde desempenha atividades especialmente com o budismo Chan/Zen de matriz chinesa. Tem experiência em áreas como antropologia do imaginário, história das religiões e budismo, educação, alteridade, literatura e poesia. Contato: leandrodurazzo@gmail.com

Downloads

Publicado

2015-04-24

Como Citar

Durazzo, L. (2015). Peleja entre dois mestres zen-budistas: poemas para o quinto Patriarca. Cadernos De Literatura Em Tradução, (14), 197-200. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/clt/article/view/97018