[1]
C. F. da Fonseca, “Nas moradas da morte: poemas de Nelly Sachs”, Cad. lit. tradução, nº 18, p. 43-76, set. 2017.