[1]
B. Bastos, “‘Três árias’ de Frank O’Hara”, Cad. lit. tradução, nº 18, p. 153-163, set. 2017.