REMANESCENTES DE UM PASSADO INDESEJADO: OS ESTUDOS DE TOMBAMENTO DOS EXEMPLARES DA REDE PAULISTA DE PROFILAXIA E TRATAMENTO DA HANSENÍASE

Autores

  • Amanda W. Caporrino Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo, SP
  • Adda A. P. Ungaretti Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0iesp21p119-163

Palavras-chave:

Hanseníase, Saúde pública, Patrimônio cultural

Resumo

Este artigo visa apresentar resultados dos estudos para o tombamento estadual de remanescentes da rede paulista de profilaxia e tratamento da hanseníase, doença anteriormente denominada como lepra. A rede em questão foi erguida com base no modelo hospitalar de isolamento conhecido como asilo-colônia, adotado no Brasil no início de 1920, quando a internação compulsória dos hansenianos foi determinada por força de lei. Na década de 1930, sua implantação foi concluída com a construção de cinco asilos-colônia: Santo Ângelo (Mogi das Cruzes), Padre Bento (Guarulhos), Pirapitingui (Itu), Cocais (Casa Branca) e Aimorés (Bauru). A estrutura profilática e de tratamento ainda era composta por ambulatórios denominados dispensários e por preventórios, orfanatos para filhos sadios de hansenianos internados. Diante dos desafios e avanços propostos pelas pesquisas, este artigo também pretende contribuir para os debates acerca do reconhecimento como patrimônio cultural de remanescentes ligados a passados relegados e memórias difíceis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda W. Caporrino, Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo, SP

Historiadora graduada pela Universidade de São Paulo. Atua como técnica na Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico / Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

Adda A. P. Ungaretti, Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo, SP

Arquiteta e urbanista graduada pela Universidade de São Paulo. Atua como técnica na Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico / Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

Downloads

Publicado

2016-07-29

Como Citar

Caporrino, A. W., & Ungaretti, A. A. P. (2016). REMANESCENTES DE UM PASSADO INDESEJADO: OS ESTUDOS DE TOMBAMENTO DOS EXEMPLARES DA REDE PAULISTA DE PROFILAXIA E TRATAMENTO DA HANSENÍASE. Revista CPC, (esp21), 119-163. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0iesp21p119-163