Centros históricos de Bolonha e do Porto: lições de reabilitação urbana para o debate contemporâneo

Autores

  • Andréa da Rosa Sampaio Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i23p40-64

Palavras-chave:

Centros históricos, Reabilitação urbana, Conservação integrada

Resumo

Os casos de reabilitação urbana dos centros históricos de Bolonha, na Itália, e do Porto, em Portugal, são objeto de reflexão deste artigo, com intuito de revisitar seus pressupostos teóricos e atualizar o conhecimento sobre esses casos, notabilizados como referenciais em termos de salvaguarda e reabilitação urbana. Promove-se uma discussão sobre as experiências paradigmáticas de recuperação dos conjuntos urbanos antigos e precarizados de Bolonha e do Porto, ao final da década de 1960 até a década de 1980, considerando suas atuais ressonâncias como um legado que oferece lições para o debate contemporâneo sobre a reabilitação urbana de sítios urbanos históricos. Adota-se um enfoque urbanístico para a problematização de tais experiências, que se destacam por terem conjugado aspectos sociais e urbanísticos em seus processos de reabilitação urbana, conservando o patrimônio habitado por moradores locais. No entanto, os centros históricos em questão não ficaram imunes aos processos urbanos e políticos, nem às intervenções cenográficas e especulativas, particularmente no Porto. Oferecem, portanto, novas perspectivas para releitura diante dos atuais processos de financeirização da reabilitação urbana e de gentrificação dos centros históricos, não obstante as diretrizes vigentes de proteção ao patrimônio. Essa problematização ganha relevo diante dos desafios em conciliar as atuais políticas de revitalização e turistificação dos sítios históricos com a conservação de seu patrimônio e de sua identidade — sua paisagem e seus habitantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa da Rosa Sampaio, Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro

Arquiteta e Urbanista (UFF, 1987), Mestre em Desenho Urbano (Nottingham, UK, 1993) e Doutora em Urbanismo (PROURB/ UFRJ, 2006). Pós-doutorado no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (bolsa CAPES). Professora e pesquisadora da Escola de Arquitetura e Urbanismo e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU) da Universidade Federal Fluminense - UFF, Niterói, RJ.

Downloads

Publicado

2017-08-09

Como Citar

Sampaio, A. da R. (2017). Centros históricos de Bolonha e do Porto: lições de reabilitação urbana para o debate contemporâneo. Revista CPC, (23), 40-64. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i23p40-64

Edição

Seção

Artigos