Impacto da composição química de microambientes em bens culturais: os casos do MAC-USP e do Museu do Oratório, MG

Autores

  • Thiago Sevilhano Puglieri Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul
  • Ariane Soeli Lavezzo Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i23p226-244

Palavras-chave:

Microambientes, Bens culturais, Conservação preventiva

Resumo

Bens culturais materiais, sejam eles móveis ou imóveis, são constituídos por matéria, que é passível de sofrer processos de degradação. Esses processos levam à perda de informações materiais e imateriais e geralmente são decorrentes de reações químicas ou processos físicos, associados ou não à presença de micro-organismos. Eles dependem, além da composição química e da estrutura física do bem, das características do ambiente e/ou microambiente que os cercam. Considerando isso, portanto, e na temática do seminário “Ciência da conservação e o uso de ferramentas de caracterização química, física e biológica de bens culturais”, este artigo trata de como o uso de técnicas de caracterização pode ser feito para avaliar o impacto da composição de microambientes a bens culturais e de como essa avaliação pode auxiliar em sua preservação, utilizando-se de dois estudos de caso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Sevilhano Puglieri, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul

Químico com mestrado e doutorado em físico-química, envolvendo investigações voltadas a bens culturais. Professor no Departamento de Museologia, Conservação e Restauro da Universidade Federal de Pelotas.  

Ariane Soeli Lavezzo, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo

Historiadora com especialização em conservação e restauro de bens culturais. Especialista em conservação e restauro de pintura e escultura no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2017-08-09

Como Citar

Puglieri, T. S., & Lavezzo, A. S. (2017). Impacto da composição química de microambientes em bens culturais: os casos do MAC-USP e do Museu do Oratório, MG. Revista CPC, (23), 226-244. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i23p226-244

Edição

Seção

Dossiê