Políticas de aquisição de acervo: instrumentos de gestão e de memória institucional

  • Leonardo da Silva Vieira Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Museus de história, Acervo museológico, Adminsitração de museus.

Resumo

Este artigo trata da importância de documentos relativos à gestão de acervos museológicos, em especial acerca dos padrões e métodos de aquisição de acervo, para a racionalização e a memória das práticas institucionais. Também compartilhamos alguns dados obtidos durante a pesquisa de mestrado intitulada Apontamentos acerca da política de aquisição de acervo no Museu Paulista (1990-2015), defendida pelo autor deste artigo no Programa de Pós-graduação Interunidades em Museologia da Universidade de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo da Silva Vieira, Universidade de São Paulo

Graduado em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Mestre em Museologia pelo Programa de Pós-Graduação Interunidades em Museologia da USP. Atualmente desenvolve e coordena projetos culturais ligados à memória, cultura e patrimônio em bairros da zona leste da cidade de São Paulo, por meio do Coletivo Memória e Resistência. Foi estagiário do Serviço de Objetos do Museu Paulista da USP e bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), pela Capes. Bolsista de Iniciação Cientifica pela Fapesp e do Programa Aprender com Cultura e Extensão, da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da USP, no Museu de Arte Contemporânea (MAC-USP).

Publicado
2019-07-29
Como Citar
Vieira, L. da S. (2019). Políticas de aquisição de acervo: instrumentos de gestão e de memória institucional. Revista CPC, 14(27), 244-266. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v14i27p244-266
Edição
Seção
Artigos