Patrimônio arqueológico da Serra da Moeda, Minas Gerais: uma "unidade histórico-cultural"

Autores

  • Luana Carla Martins Campos

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i13p6-31

Palavras-chave:

Patrimônio cultural, Tombamento^i1^sSerra da Moeda, , Patrimônio ambiental

Resumo

Baseado em resultados das pesquisas do projeto "Levantamento e Avaliação do Potencial Arqueológico da Serra da Moeda e Entorno", relacionado ao processo de tombamento estadual deste conjunto urbano e paisagístico, este texto busca contextualizar, quantificar e qualificar o patrimônio arqueológico existente no maciço da Serra da Moeda em Minas Gerais. Salienta-se que o ambiente possui vestígios de ocupação humana pré-histórica e histórica, sendo esta datada a partir de fins do século 17, em função da exploração das jazidas minerais no contexto do denominado "Ciclo do Ouro". Cumpre-se ressaltar que a colonização das diferentes partes da Serra e de seu entorno não se fez de maneira estanque, mas integrada, de modo que se deve considerar a região em análise como uma grande unidade expressa na conexão entre suas partes. Tal integração foi produto do processo histórico-cultural evidenciado por meio do conjunto de seus vestígios arqueológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-04-01

Como Citar

Campos, L. C. M. (2012). Patrimônio arqueológico da Serra da Moeda, Minas Gerais: uma "unidade histórico-cultural" . Revista CPC, (13), 6-31. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i13p6-31

Edição

Seção

Artigos