Para além das fronteiras: patrimônio cultural, educação e territórios educativos

  • Fernando Pascuotte Siviero Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília-DF, Brasil
Palavras-chave: Patrimônio cultural, Educação, Educação para cidadania

Resumo

As ações preservacionistas em sítios e bens urbanos geram impactos socioeconômicos, às vezes positivos, outras negativos. A distância entre os realizadores de restauros, revitalizações e requalificações e a vida cotidiana da qual os bens culturais fazem parte atinge sua materialidade, seus valores e, principalmente, suas dinâmicas sociais. A educação patrimonial, que tradicionalmente serve para mediar conflitos ou conscientizar o outro, será abordada nesse texto como uma ferramenta para o desenvolvimento
de processos preservacionistas participativos. Para isso, o conceito de território educativo será destrinchado como um exercício reflexivo e criativo. Sob este viés, a educação abre-se como um campo de relações de ensino-aprendizagem, de trocas de experiências, informações e valores no qual as pessoas, vistas como seres incompletos, sempre tem o que ensinar e o que aprender. Dentro desse campo, as hierarquias de valor entre conhecimentos técnicos, acadêmicos e populares é rompido para criar situações em que as diversas sabedorias de um grupo de pessoas são somadas em prol de si mesmo. Todas as ciências que compõem um território são convocadas a contribuir em um processo de preservação patrimonial, ao mesmo tempo em que esse processo não estará apenas baseado na materialidade dos bens culturais, mas em toda a complexidade de vida, relações e valores que o compõem. Assim, o conceito de territórios educativos abre novas possibilidades às práticas e aos problemas dos processos preservacionistas, criando perspectivas cidadãs e democráticas para as instituições públicas de proteção ao patrimônio cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Pascuotte Siviero, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília-DF, Brasil

Licenciado e bacharel em História pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Mestre em Preservação do Patrimônio Cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Atualmente é professor da rede de ensino particular da cidade de São Paulo, pesquisador e realizador de projetos na área de patrimônio cultural, memória e educação.

Publicado
2019-08-30
Como Citar
Siviero, F. (2019). Para além das fronteiras: patrimônio cultural, educação e territórios educativos. Revista CPC, 14(27esp), 111-132. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v14i27espp111-132