Diálogos numa corda bamba: sobre a formação continuada de professores

Palavras-chave: Formação continuada do professor, Educação básica, Patrimônio cultural

Resumo

Ao assumir as disputas ideológicas existentes no campo do patrimônio cultural, este artigo propõe uma reflexão sobre a forma e o conteúdo de ações voltadas à formação de professores como estratégia de educação patrimonial. Este texto resulta da experiência da autora na realização das edições do curso “Educação, Cidade e Patrimônio” no Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samira Bueno  Chahin, Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil

Arquiteta e urbanista. Pesquisadora da história dos espaços escolares e dos lugares de educação. Doutora pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Especialista em Gestão do Patrimônio Cultural pela Universidad de Salamanca. Atua como educadora em programas para formação de professores, com foco nas relações entre educação e cultura, arquitetura e cidade, entre os quais destaca-se o programa “Educação, Cidade e Patrimônio”, realizado entre 2012 e 2017 no Centro de Preservação Cultural da USP, e o projeto “Entre Saberes e Fazeres”, atualmente em desenvolvimento junto ao Museu da Cidade de São Paulo.

Publicado
2019-08-30
Como Citar
 Chahin, S. (2019). Diálogos numa corda bamba: sobre a formação continuada de professores. Revista CPC, 14(27esp), 149-164. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v14i27espp149-164