Museu da Escola Catarinensese: patrimônio escolar em acervos, experiências e reflexões

Patrimonio scolastico in collezioni, esperienze e riflessioni.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v15i30espp209-246

Palavras-chave:

Educação, Memória da educação, Cultura material escolar, Museus universitários

Resumo

Este artigo pretende evidenciar as coleções do Museu da Escola Catarinense da Universidade do Estado de Santa Catarina e seu potencial museológico. A instituição está sediada no mesmo prédio que, em 1964, passou a abrigar a primeira Faculdade de Educação do Brasil, dando origem à Universidade para o Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina – atualmente, Udesc. Podemos relacionar como problema o fato de que existe certa invisibilidade desse tipo de museu no Brasil, ainda que tais coleções sejam parte da nossa vida cotidiana. Pretendemos dar evidência às pesquisas, às experiências e às reflexões sobre a presença de nosso museu na comunidade, além de torná-lo mais conhecido entre o público especializado. Discorreremos, brevemente, sobre os avanços tecnológicos implantados no Museu da Escola Catarinense e sobre a contribuição do museu na preservação da educação escolar do estado. Além disso, será abordado o espaço escolar preservado, as ações e o desenvolvimento com sustentabilidade com foco no acervo do museu e na sua importância como patrimônio educativo. Em todo esse processo, coloca-se em evidência a trajetória de preservação de
um patrimônio cultural catarinense ligado à educação e que se constitui como fonte de pesquisa ao conter, em seu acervo, materiais que não estão restritos aos suportes tradicionais de documentação histórica, mas são repletos de histórias para contar. Dessa forma, é apontado como o museu é um espaço educativo importante para desenvolver a capacidade crítica, reforçar e alimentar energias, e projetar o futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Makowiecky, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil

Professora de Estética e História da Arte e do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais na linha de Teoria e História da Arte do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina. É membro da Associação Internacional de Críticos de Arte – Seção Brasil (AICA Unesco). Membro do Comitê Brasileiro de História da Arte. 

Beatriz Goudard, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil

Graduada em Engenharia Civil pela Universidade do Estado de Santa Catarina, com mestrado em Engenharia de Transportes pelo Instituto Militar de Engenharia e doutorado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora adjunta do Centro de Educação à Distância (CEAD) da Universidade do Estado de Santa Catarina. Desde 2015 exerce atividades junto ao Museu da Escola Catarinense.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é contemporâneo?: e outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

BUSINESS “MUSEU DA ESCOLA CATARINENSE – MESC – Udesc” Disponível em : https://

www.google.com/maps/place/MESC/@-27.5979595,-48.5507345,17z/data=!3m1!4b1!4m5!3m4!1s0x0:0xcc05870e5ec052bc!8m2!3d-27.5979595!4d-48.5485458. Acesso em: 10 mai. 2020.

DERRIDA, Jacques. Pensar em não ver: escritos sobre as artes do visível (1979-2004).Florianópolis: UFSC, 2012.

HUYSSEN, Andreas. Culturas do passado-presente: modernismos, artes visuais, políticas da memória. Rio de Janeiro: Contraponto, 2014.

MAKOWIECKY, Sandra; GOUDEL, Francine; CRISPE, Juliana. Quando a arte não tem fronteiras. Arte & Crítica, ano XVII, n. 51, set. 2019. Disponível em: http://abca.art.br/httpdocs/quando-a-arte-nao-tem-fronteiras-sandra-makowiecky-juliana-crispe-e-francinegoudel/. Acesso em: 5 jan. 2021.

MAKOWIECKY, Sandra; GOUDARD, Beatriz; HENICKA, Marli. Painéis de formatura do acervo do Museu da Escola Catarinense: patrimônio histórico cultural do estado. Florianópolis: Udesc, 2019. v. 1.

MAKOWIECKY, Sandra; GOUDARD, Beatriz; HENICKA, Marli. Museu da Escola Catarinense da Udesc e outros museus do mundo: memória e história visual. Palhoça: Lilás, 2020.

MAKOWIECKY, Sandra; GOUDARD, Beatriz (Org.). Museu da Escola Catarinense: por um legado de transmissão e herança. Florianópolis: Udesc, 2018. v. 1.

MAKOWIECKY, Sandra. Museu da Escola Catarinense em sobrevivências possíveis. In: 24. ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS – ANPAP- COMPARTILHAMENTOS NA ARTE: REDES E CONEXÕES. Anais… Santa Maria: UFSMaria, 2015. v. 1. p. 1944-1962.

MAKOWIECKY, Sandra. Museu da Escola Catarinense: por uma biografia das coisas. In: XXXVI COLÓQUIO DO COMITÊ BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA ARTE: ARTE EM AÇÃO, Campinas. Anais… Rio de Janeiro: CBHA, 2016. v. 1. p. 479-490.

MESC TOUR: áudio guia. Disponível em: https://tourvirtual360.com.br/mesc/audioguia/. Acesso em: 10 mai. 2020.

MESC TOUR VIRTUAL. Disponível em: http://mesc.tourvirtual360.com.br. Acesso em: 10 mai. 2020.

MORIN, Edgar. O problema epistemológico da complexidade. 3.ed. Portugal: Publicações Europa-América, 2002.

SILVA, Vera Lúcia Gaspar da; SCHUEROFF, Dilce. Memória docente: Historia de professores catarinenses ( 1890-1950). Florianópolis: Udesc, 2010.

PLANO museológico do MESC 2020-2025. [s.d.] Disponível em: http://www1.udesc.br/?id=2318. Acesso em: 5 jan. 2021.

SILVA, Vera Lucia Gaspar da; PETRY, Marília Gabriela (Orgs.) Brinquedos da minha infância: coleção Aldo Nunes catálogo. Florianópolis: SEA-Diretoria de Gestão Documental, 2008.

SILVA, Vera Lucia Gaspar da; EGGERT- STEINDEL, Gisela. Museu da Escola Catarinense de Santa Catarina – Brasil: uma biografia. Revista Pedagógica, Chapecó, ano 16, n. 29, v.2, p. 381-420, jul./dez. 2012. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/1457. Acesso em: 4 dez. 2018.

VINÃS, Salvador Muñoz. Teoria contemporânea de la restauración. Madrid: Síntesis, 2003.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Como Citar

Makowiecky, S., & Goudard, B. (2020). Museu da Escola Catarinensese: patrimônio escolar em acervos, experiências e reflexões: Patrimonio scolastico in collezioni, esperienze e riflessioni. Revista CPC, 15(30esp), 209-246. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v15i30espp209-246