[1]
M. Rodrigues, “INVENTÁRIO DE BENS CULTURAIS: CONHECER E COMPREENDER”, Rev. CPC, nº esp21, p. 31-48, jul. 2016.