Intensificação e prolongamento da jornada de trabalho nas indústrias de abate e processamento de carnes e seus impactos na saúde dos trabalhadores1

Autores

  • Márcia Luíza Pit Dal Magro Universidade Comunitária da Região de Chapecó; Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais
  • Maria Chalfin Coutinho Universidade Federal de Santa Catarina; Programa de Pós-Graduação em Psicologia
  • Josep Maria Blanch Universidad Autónoma de Barcelona; Facultad de Psicología; Departamento Psicología Social
  • Carmen Leontina Ojeda Ocampo Moré Universidade Federal de Santa Catarina; Programa de Pós-Graduação em Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v17i1p67-83

Resumo

As indústrias de abate e processamento de carnes vêm assumindo grande importância econômica no cenário nacional, entretanto, as difíceis condições de trabalho nesse setor ocasionam o adoecimento de muitos trabalhadores. O objetivo deste estudo foi identificar as características do trabalho nas agroindústrias do estado de Santa Catarina e analisar a relação dessas com a saúde dos trabalhadores. Esta pesquisa é de natureza qualitativa e, por sua vez, um estudo descritivo exploratório. Os instrumentos utilizados para o levantamento de informações foram entrevistas semiestruturadas realizadas com 17 trabalhadores e 14 profissionais de saúde. A entrevista foi subsidiada pelos registros de diário de campo decorrentes de observação participante. Por meio deste estudo observou-se que, apesar das tentativas de fiscalização e regulamentação das atividades laborais no setor agroindustrial, vem ocorrendo um processo de intensificação e prolongamento da jornada de trabalho nesse contexto, aspectos que são as principais características desse trabalho na região estudada. Nesse sentido, se destacou uma estreita relação entre a atividade produtiva nas indústrias de abate e processamento de carnes e o adoecimento dos trabalhadores do setor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-06-01

Como Citar

Magro, M. L. P. D., Coutinho, M. C., Blanch, J. M., & Moré, C. L. O. O. (2014). Intensificação e prolongamento da jornada de trabalho nas indústrias de abate e processamento de carnes e seus impactos na saúde dos trabalhadores1. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 17(1), 67-83. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v17i1p67-83

Edição

Seção

Artigos Originais