Bullying e assédio moral no trabalho: expressões do narcisismo contemporâneo

Autores

  • Vinícius Xavier Cintra Marangoni Universidade Estadual Paulista
  • Matheus Viana Braz Universidade Estadual Paulista
  • Francisco Hashimoto Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v19i2p255-268

Palavras-chave:

Bullying, Assédio moral no trabalho, Narcisismo, Psicanálise, Psicossociologia

Resumo

O presente artigo apresenta uma análise da literatura a respeito do bullying e do assédio moral no trabalho, a qual fornece dados para um exercício de reflexão e compreensão de ambos os fenômenos por meio de postulações provenientes da psicanálise e da psicossociologia, com ênfase à noção de narcisismo. O viés metodológico adotado refere o estabelecimento de um paralelo entre as ações que caracterizam o bullying e o assédio moral no trabalho com as particularidades da constituição narcísica e seus desdobramentos manifestos. Também é realizada uma articulação entre o narcisismo e o modelo de vida e trabalho dominante nas sociedades capitalistas globalizadas, a princípio mediante uma contraposição entre a modernidade e a contemporaneidade, em que se pretende demonstrar a influência indireta que o modelo econômico-produtivo dominante exerce nos processos de constituição psíquica e, posteriormente, mediante uma articulação entre o narcisismo e as sociedades de consumo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-14

Como Citar

Marangoni, V. X. C., Braz, M. V., & Hashimoto, F. (2016). Bullying e assédio moral no trabalho: expressões do narcisismo contemporâneo. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 19(2), 255-268. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v19i2p255-268