Saúde do trabalhador e economia solidária

um estudo do cotidiano em empreendimentos econômicos solidáriaos

  • Matheus Fernandes de Castro UNESP
Palavras-chave: Saúde do trabalhador, Economia solidária, Cooperativismo, Cotidiano.

Resumo

Buscamos saber como os trabalhadores que se encontram em cinco empreendimentos econômicos solidários, de cinco diferentes cidades do oeste paulista, enfrentavam, tática e estrategicamente, suas dificuldades cotidianas no que se refere à saúde do trabalhador. Para tal, estabelecemos uma convivência etnográfica que não dispensou uma parceria e complementaridade metodológica com a pesquisa-ação para podermos intervir, sempre que os grupos assim negociavam nossa presença. Encontramos algumas ações táticas e estratégicas dos trabalhadores, que tanto os favoreciam como desfavoreciam, cotidianamente. Contudo, pudemos desvelar a importância da busca pela Economia Solidária e pelo cooperativismo para os vetores que promovem a saúde dos trabalhadores dentro dos empreendimentos. Assim, com base em nossa experiência, podemos afirmar que, nos grupos supracitados, apesar da reprodução dos modos de produção capitalista ser uma realidade, o fato de se buscar modos diferentes de trabalhar e obter renda é capaz de promover, no cotidiano, alterações significativas para os grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-21
Como Citar
de Castro, M. (2019). Saúde do trabalhador e economia solidária. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 22(1), 65-80. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v22i1p65-80
Seção
Artigos Originais