Reflexões sobre as políticas de gestão de recursos humanos

Autores

  • Fellipe Coelho-Lima Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Departamento de Psicologia
  • Camila Costa Torres Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Departamento de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v14i2p227-240

Palavras-chave:

Políticas de gestão de recursos humanos, Discurso empresarial, Alienação do trabalhador

Resumo

O objetivo desse trabalho foi levantar o atual discurso empresarial sobre as políticas de gestão de recursos humanos e compreender suas consequências para a classe trabalhadora. A revisão bibliográfica elegeu algumas obras que retratavam o discurso empresarial e as críticas a este. Identificou-se que as políticas de gestão de recursos humanos são voltadas para a estratégia e a competitividade empresarial, alinhando os membros da empresa com a política da empresa, utilizando-se das competências dos trabalhadores para concorrência da empresa. O discurso empresarial defende a autonomia e o desenvolvimento pessoal do trabalhador e a flexibilização das relações de trabalho. A crítica a esse discurso aponta que a autonomia defendida é limitada à resolução de problemas de produção. Os projetos de desenvolvimento pessoal dentro das organizações interferem nas subjetividades dos trabalhadores, havendo um severo rebatimento dessas propostas sobre a saúde do trabalhador e da sua alienação sobre a consciência de classe. O estudo indica dois caminhos para discussão: o da evidenciação das políticas de gestão de recursos humanos como um possível lugar de lutas e conquistas para os trabalhadores e a necessidade de os psicólogos assumirem ações politizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-01

Como Citar

Coelho-Lima, F., & Torres, C. C. (2011). Reflexões sobre as políticas de gestão de recursos humanos. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 14(2), 227-240. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v14i2p227-240

Edição

Seção

Artigos