Scripts para o palco das entrevistas de emprego

Autores

  • Cesar Martins Guimarães Universidade de São Paulo; Instituto de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v14i2p263-278

Palavras-chave:

Entrevistas de emprego, Afetos no trabalho, Emoções no trabalho, Estética no trabalho, Ética no trabalho

Resumo

O objetivo deste estudo é explorar a institucionalização do trabalho no século XXI e seu impacto sobre o objeto da Psicologia Organizacional a partir da análise do conteúdo de publicações brasileiras na internet que se propõem a dar conselhos àqueles que se submeterão a uma entrevista de emprego. Foram estabelecidas quatro categorias distintas de conselhos, segundo o conteúdo que expressam: afetiva, emocional, estética e ética. Foram identificados três afetos como os mais recorrentemente citados: a lealdade, o interesse e o respeito. No que tange às emoções, os conselhos estabelecem emoções negativas que devem ser ocultadas (insegurança e ódio) e emoções positivas a serem manifestadas (principalmente o entusiasmo). Os scripts estéticos abordam a vestimenta, a fala e os estigmas corporais. São elitistas e postulam, de forma reificante, os trabalhadores como mercadorias contidas em embalagens. Os scripts éticos, por seu turno, são confusos e prescrevem a ética do cinismo racional. De forma geral, a análise dos scripts para as entrevistas de emprego evidencia que o tipo de relação prescrito para os trabalhadores com o mercado de trabalho é o adaptativo aos afetos, às emoções, à estética e à ética demandada: pressões ingênuas da ideologia da adaptação constituem o material de que são feitos esses scripts, tentativas de pré-formar subjetividades não reflexivas, poder exercido pela sociedade instituída.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-01

Como Citar

Guimarães, C. M. (2011). Scripts para o palco das entrevistas de emprego. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 14(2), 263-278. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v14i2p263-278

Edição

Seção

Artigos