A conversação no contexto das relações assimétricas no trabalho organizado

Autores

  • Juan Adolfo Brandt Universidade Bandeirante do Brasil
  • Aílton Amélio da Silva Universidade de São Paulo; Instituto de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v13i1p43-58

Palavras-chave:

Liderança, Organizações, Relações assimétricas, Análise da conversação, Grupos

Resumo

Neste artigo desenvolvemos considerações a respeito da conversação entre ocupantes de cargos de liderança e os seus subordinados na linha hierárquica, dentro das organizações do trabalho. Inicialmente apresentamos algumas conclusões que obtivemos a respeito das relações assimétricas no trabalho organizado mediante a análise dos conteúdos que foram trabalhados em pesquisas envolvendo grupos de supervisores de equipe. Realizamos ainda um debate sobre o campo teórico da conversação, focalizando sua especificidade no trabalho organizado. Para facilitar a compreensão dos temas que colocamos em debate, incluímos também a análise de algumas cenas de um filme que trata do cotidiano das organizações empresariais. Finalmente, chegamos a conclusões relevantes para a ampliação da compreensão das dificuldades presentes na conversação entre líderes e subordinados, ao debatermos sobre a repercussão que ocorre nessas situações quando temos simultaneamente a assimetria na relação e a perda da confiabilidade do líder.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-01-01

Como Citar

Brandt, J. A., & Silva, A. A. da. (2010). A conversação no contexto das relações assimétricas no trabalho organizado. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 13(1), 43-58. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v13i1p43-58

Edição

Seção

Artigos