Da excelência ao lixo: humilhação, assédio moral e sofrimento de trabalhadores em fábricas de calçados no Ceará

Autores

  • Izabel Cristina Ferreira Borsoi Universidade Federal do Espírito Santo
  • Raquel Maria Rigotto Universidade Federal do Ceará; Faculdade de Medicina
  • Regina Heloisa Maciel Universidade de Fortaleza

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v12i2p173-187

Palavras-chave:

Assédio moral, Humilhação, Acidentes de trabalho, Trabalhador da indústria calçadista, Ideal de excelência

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir a vivência de humilhação e de sofrimento de trabalhadores da indústria calçadista com histórias de acidentes ou de adoecimento do trabalho, e também de competência e dedicação à empresa. É parte dos resultados da pesquisa "Violência e trabalho: acidentes de trabalho e humilhação na indústria calçadista do Ceará". A discussão fundamenta-se nos relatos de três trabalhadores de duas fábricas de calçados de grande porte instaladas no Ceará, selecionados entre 20 entrevistados com histórias de humilhação e constrangimento. Os resultados mostram que, no caso desses trabalhadores, a competência e a dedicação ao trabalho, resultantes da introjeção do ideal de excelência exigido nas empresas, levaram a uma maior exposição aos riscos presentes no ambiente de trabalho. Uma vez com a capacidade produtiva limitada, o trabalhador torna-se, então, alvo frequente de situações de humilhação e constrangimento - compondo um quadro de assédio moral. Essa vivência faz com que o trabalhador sinta-se traído, desprezado e descartado pela empresa, apesar de seu esforço e dedicação a ela. Isso tem sido apontado como um dos elementos importantes de intensificação do sofrimento físico e mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-01

Como Citar

Borsoi, I. C. F., Rigotto, R. M., & Maciel, R. H. (2009). Da excelência ao lixo: humilhação, assédio moral e sofrimento de trabalhadores em fábricas de calçados no Ceará. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 12(2), 173-187. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v12i2p173-187

Edição

Seção

nd