Sentidos do trabalho contemporâneo: as trajetórias identitárias como estratégia de investigação

Autores

  • Maria Chalfin Coutinho Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v12i2p189-202

Palavras-chave:

Identidade, Trajetórias, Sentidos do trabalho, Método

Resumo

O contexto produtivo contemporâneo vem passando por transformações significativas, afetando tanto as relações concretas, como as formas de ser dos sujeitos aí incluídos/excluídos. Tais transformações apontam para a necessidade de buscar estratégias de investigação capazes de apreender as complexas relações entre as dimensões subjetivas e objetivas do trabalho contemporâneo, sendo este o objetivo do presente artigo. Inicialmente, discute-se teoricamente os sentidos do trabalho e, depois, suas articulações com os processos identitários contemporâneos. Logo são apresentadas quatro investigações com diferentes coletivos de trabalhadores, a primeira com operários industriais, as outras com trabalhadores em situações precárias: ex-trabalhadores públicos, trabalhadores informais e cooperados. As pesquisas tiveram seu foco nas trajetórias ocupacionais e nos sentidos atribuídos ao trabalho pelos entrevistados e utilizaram como principal instrumento para coleta das informações a entrevista semi-estruturada. A investigação das trajetórias dos trabalhadores privilegiou sua dimensão temporal (passado, presente e futuro), considerando sua inserção laboral e os sentidos do trabalho. A análise dessas experiências de pesquisa permitiu tecer algumas considerações sobre as trajetórias identitárias enquanto estratégia de investigação capaz de ressignificar instrumentos tradicionais de pesquisa de modo a captar o caráter processual da condição humana e as configurações do trabalho contemporâneo (flexível, rápido, precário etc.).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-01

Como Citar

Coutinho, M. C. (2009). Sentidos do trabalho contemporâneo: as trajetórias identitárias como estratégia de investigação. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 12(2), 189-202. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v12i2p189-202

Edição

Seção

nd