Em busca de "elos perdidos": projeto de assentamento e modos de identificação entre trabalhadores rurais assentados

Autores

  • Rosemeire Aparecida Scopinho Universidade Federal de São Carlos; Departamento de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v12i2p257-270

Palavras-chave:

Trabalho rural, Cooperação, Modos de identificação, Assentamento rural

Resumo

Diante das transformações do mundo do trabalho rural, a organização de assentamentos rurais com base na agroecologia e no associativismo aparece como possibilidade para garantir a reprodução social dos trabalhadores rurais. Que caminhos percorrem esses sujeitos no traçado de suas vidas ao procurem atender tanto as exigências formais dos projetos de assentamento, quanto as suas necessidades de sobrevivência? O artigo trata essa questão a partir de um recorte específico: o de refletir sobre os motivos, os critérios e os valores que informaram a configuração da estrutura organizativa - a formação dos núcleos de trabalhadores - no momento da legalização de um determinado assentamento. Entendendo identidade como preparação e confrontando informações obtidas por meio de análise documental, da realização de observações diretas e de entrevistas individuais e coletivas, analisei o processo de nucleação considerando as características do projeto de assentamento e as dos trabalhadores rurais assentados e procurando perceber a existência de prováveis relações com os sentidos atribuídos pelos trabalhadores à cooperação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-01

Como Citar

Scopinho, R. A. (2009). Em busca de "elos perdidos": projeto de assentamento e modos de identificação entre trabalhadores rurais assentados. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 12(2), 257-270. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v12i2p257-270

Edição

Seção

nd