Atração passional, trabalho e educação em O novo mundo industrial e societário de Charles Fourier

Autores

  • Suzana Guerra Albornoz Universidade de Santa Cruz do Sul; Departamento de Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v10i1p1-19

Palavras-chave:

Charles Fourier, Teoria das paixões, Educação, Trabalho, Utopia

Resumo

Charles Fourier(1772-1837), filósofo e reformador social, o mais original dos socialistas utópicos franceses do século XIX, é conhecido por suas sugestões corajosas para a reforma radical da sociedade no sentido da felicidade individual e coletiva. Sua obra O novo mundo industrial e societário (1829) é considerada um resumo de suas doutrinas. A idéia do trabalho atraente se baseia na teoria da dinâmica das paixões e da atração apaixonada, expressão antropológica da lei geral da atração. De modo único, através de uma linguagem excêntrica, Fourier propõe a organização do trabalho em séries passionais, em consideração dos talentos individuais e das paixões, sugerindo a educação das crianças através do trabalho atraente e variado. Sua teoria das paixões como base natural da dinâmica econômica e social permanece ainda um desafio para as ciências humanas, a filosofia e as práticas sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-06-01

Como Citar

Albornoz, S. G. (2007). Atração passional, trabalho e educação em O novo mundo industrial e societário de Charles Fourier. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 10(1), 1-19. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v10i1p1-19

Edição

Seção

Artigos