O formador de adultos: um agente de desenvolvimento

Autores

  • Guy Jobert Conservatoire National des Arts et Métiers (Paris, França)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v17ispe1p21-32

Palavras-chave:

Trabalho, Atividade, Formação, Desenvolvimento, Reconhecimento.

Resumo

O objeto deste artigo são as relações entre o trabalho e a formação de adultos. Tal articulação entre a formação e o trabalho pode criar novas perspectivas, tanto no plano das ideias quanto no das práticas, sobre a maioria das questões vivas e das práticas atuais em matéria de formação, como a alternância, a engenharia, a validação das aquisições da experiência (VAE), a orientação ou o desenvolvimento das competências. O trabalho, entendido como atividade situada e normalizada, é uma tomada de risco que implica escolhas deliberadas. Ele é ação de produção no mundo externo e, no mundo interno, produção de si mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-05-09

Como Citar

Jobert, G. (2014). O formador de adultos: um agente de desenvolvimento. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 17(spe1), 21-32. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v17ispe1p21-32