Clément Marot: o principal editor antigo do corpus atribuído a François Villon

Autores

  • Daniel Padilha Pacheco da Costa Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0i15p41-54

Palavras-chave:

François Villon, Corpus medieval, Conceito de autoria, Clément Marot, Edições antigas, Gênero biográfico

Resumo

Neste artigo, pretende-se compreender os critérios históricos que orientaram as primeiras edições do corpus atribuído a François Villon. Embora as edições modernas utilizem critérios editoriais distintos (baseados na biografia do seu suposto autor empírico), elas retomam os contornos da principal edição antiga das Obras de François Villon de Paris (1532) por Clément Marot. Publicado postumamente, aquele corpus não recebeu nenhuma edição autorizada, mas foi em grande medida o resultado do trabalho coletivo dos seus primeiros editores. A partir das metáforas do véu e do corpo para o texto, Marot fundou a sua edição numa rigorosa interpretação do sentido moral do corpus. Desse modo, a edição Marot foi cronologicamente estruturada não em torno da “biografia”, mas da vida exemplar da personagem do vilão arrependido, segundo a cosmologia cristã da queda e redenção. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Padilha Pacheco da Costa, Universidade Federal de Uberlândia

Sou atualmente Professor do curso de Tradução da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Sou Doutor pelo Departamento de Letras Modernas da USP (Francês), com um doutorado sanduíche de um ano na Université Paris-Sorbonne (Paris IV). Atuo como tradutor profissional, com ênfase em língua francesa, e conduz pesquisas sobre as literaturas antiga e medieval. Graduei-me em Filosofia pela Universidade de São Paulo e em Letras pela Université Sorbonne Nouvelle (Paris III), com proficiência integral em Língua e Literatura Latina. Integrei grupos de pesquisa sobre a Filosofia de Cícero, Poesia Medieval, Tradução poética, Literatura Grega e a Filosofia de Nietzsche. Tenho experiência como professor de línguas estrangeiras, em particular Francês, Inglês e Grego Clássico.

Referências

ALIGHIERI, D. Vida Nova. trad. Paulo M. Oliveira e Blasio Demétrio, São Paulo: Abril Cultural, 1979.

ANONIME. Rhétorique à Herennius, texto estabelecido e traduzido por Guy Achard, Paris: Les Belles Lettres, 2003.

CERQUIGLINI-TOULET, J. Marot et Villon, In: Villon et ses lecteurs, Actes du colloque des 13-14 décembre 2000, textes édités par Jean Dufournet, Michael Freeman et Jean Dérens, Paris: Champion, coll. Colloques, congrès et conférence sur le Moyen-Age, 5., 2005, p. 19-31.

AUTOR. 2014a.

AUTOR. 2014b.

DOP-MILLER, C. “Clément Marot et l’édition humaniste des Œuvres de François Villon”, Romania, Paris, v. 112, n. 1-2, p. 217-242, 1991.

ECO, U. Arte e bellezza nell’estetica medievale, Milão: Bompiani, 1987.

GUIRAUD, P. Le jargon de Villon ou le gai savoir de la Coquille. Paris: Gallimard, 1968.

JEAN DE MEUN. Testamento e Codicillo, etica, cultura, politica nella Parigi medievale, edição de S. Buzzetti Gallarati, Fiesole, 1996.

LANGLOIS, E. Recueil d’Arts de Seconde Rhétorique, Paris: Imprimerie nationale, 1902.

PSEUDO-FULGENCE “S. Fulgentii episcopi super Thebaiden”. In: WOLF, E. (ed.), Virgile dévoilé, tradução e notas de Etienne Wolf, Villeneuve d’Ascq: Presses Universitaires du Septentrion, 2009.

RYCHNER, J. Du Saint-Alexis à François Villon: études de littérature médiévale. Genève: Droz, 1985.

THUASNE, L. "Notice Biographique", In: VILLON, F. Œuvres. Edição de Louis Thuasne, Paris: A. Picard, 1923.

VILLON, F. Le grant testament Villon et le petit, son codicile, le jargon et ses balades. Edição de Pierre Levet, Paris, 1489. Disponível em:

<http://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k71046z.r=le+grant+testament+Villon+et+le+petit.langFR>.

____________. Les Oeuvres de François Villon de Paris. Edição de Clément Marot, Paris, 1533. Disponível em <http://gallica.bnf.fr/ark:/12148/bpt6k71466p.r=.langFR>.

____________. Œuvres de François Villon, Edição Longnon, Paris: Librairie Alphonse Lemerre, 1892.

____________. Poésies. Paris: GF-Flammarion, 1992.

____________. Le Lais Villon et les poèmes variés, vol I. “Edição Jean Rychner e Albert Henry, Genebra: Droz, 1977.

____________. Œuvres complètes. Edição e tradução de Jacqueline Cerquiglini-Toulet. Paris: Gallimard, 2014.

ZUMTHOR, P. Essai de Poétique médiévale. Paris: Seuil, 1972.

Downloads

Publicado

2015-12-09

Como Citar

Costa, D. P. P. da. (2015). Clément Marot: o principal editor antigo do corpus atribuído a François Villon. Revista Criação & Crítica, (15), 41-54. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0i15p41-54

Edição

Seção

Artigos